Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

XXIII. Origem, natureza e destino das pessoas

A fim de obter a salvação do pecado e das suas consequências, o homem deve passar pela experiência do novo nascimento- transformação da vida. O render-se a operação do Espírito Santo sobre o coração , conduz a pessoa ao arrependimento dos pecados cometidos e nela cria o desejo de viver em obediência a vontade de Deus. Essa transformação a Bíblia denomina ‘novo nascimento’. A nova vida e resultante é mantida pela fé em Jesus Cristo.

O homem foi criado pela mão de Deus como um ser vivo. Através da desobediência, ele foi separado da fonte da vida. Portanto, ele é mortal por natureza, mas ele pode obter a imortalidade através de Cristo: na promessa, imediatamente, e em realidade na Sua segunda vinda. Génesis 2:7; 3:22-24; Jó 4:17; 1 João 2:25, João 11:25, 26; Romanos 2:7, 2 Timóteo 1:10, 1 Coríntios 15:53 , 54. Na morte, seja ele bom ou mau, o homem entra num “sono”, um estado de inconsciência, silêncio e inatividade. Os mortos permanecem na sepultura até a ressurreição dos justos e dos injustos. Os injustos não estão em um lugar de tormento, mas estão “reservados até o dia do juízo, para ser punidos”. E os justos não estão no céu, mas permanecem na sepultura até a ressurreição na vinda de Cristo.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?