Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Reflexões sobre o livro de Isaías – Vol 92/03 – Julho-Setembro

Prefácio

As lições da escola sabatina para os próximos dois trimestres irão abordar as Reflexões sobre o livro de Isaías.

O livro do profeta Isaías não foi escrito exatamente em ordem cronológica, como uma história narrativa. A maior parte do conteúdo das declarações proféticas desse servo de Deus foi dada por meio de visões, as quais foram escritas especialmente para nossa instrução e edificação.

“Durante sessenta anos ou mais ele [Isaías] permaneceu diante dos filhos de Judá como um profeta de esperança, tornando-se cada vez mais ousado em suas predições do futuro triunfo da igreja.” — Profetas e reis, p. 310.

As exortações do profeta de Judá [Isaías] para que contemplassem o Deus vivo, e para que aceitassem Seu gracioso oferecimento, não foram em vão. Houve alguns que deram fervorosa atenção, e que voltaram de seus ídolos para o culto de Jeová. Em seu Criador eles aprenderam a ver amor, misericórdia e terna compaixão. E nos dias negros que estavam para sobrevir na história de Judá, quando apenas um remanescente devia ser deixado na terra, as palavras do profeta deviam continuar produzindo fruto em decidida reforma. ‘Naquele dia’, declarou Isaías, ‘atentará o homem para o seu Criador, e os seus olhos olharão para o Santo de Israel. E não atentará para os altares, obra das suas mãos, nem olhará para o que fizeram seus dedos, nem para os bosques, nem para as imagens do Sol’ (Isaías 17:7 e 8).” — Ibidem, p. 320.

Aqui vemos o preparo de uma reforma, auxiliada pela missão profética de Isaías. Não seria hoje, do mesmo modo, um tempo para esse tipo de reforma? Certamente podemos ver por que essas lições são tão importantes para nós, no tempo de preparo para o julgamento, o qual deve “começar […] pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17).

Podemos ver, certamente, que a pureza e santidade já foram temas importantes enfatizados por Isaías. Não deveríamos fazer o mesmo, já que nos encontramos nas fronteiras da Canaã celestial?

Reforma é importante e deve trabalhar lado a lado com o reavivamento. Para os próximos seis meses, haverá íntima ligação entre reavivamento e reforma nos estudos do livro de Isaías.

“Reavivamento e reforma devem ser realizados sob a ministração do Espírito Santo. Reavivamento e reforma são duas coisas diferentes. Reavivamento significa renovação da vida espiritual, avivamento das faculdades da mente e do coração, ressurreição da morte espiritual. Reforma significa reorganização, mudança de ideias e teorias, hábitos e práticas. A reforma não trará o bom fruto da justiça a menos que esteja articulada ao reavivamento do Espírito. Reavivamento e reforma devem realizar a obra para a qual foram designados, e ao fazê-la, devem combinar-se.” — The Review and Herald, 25 de fevereiro de 1902.

Que o Senhor guie nossos estudos, a fim de que possamos alcançar essa experiência por meio dEle!

Departamento de escola sabatina da Conferência Geral


COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?