Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Não há maior honra do que esta

E, indo, pregai, dizendo: É chegado o Reino dos céus (Mateus 10:7).

No orgulho da sabedoria e da ambição mundanas de ser o primeiro, pode-se encontrar a razão de a obra do evangelho, apesar de seus ilimitados recursos, ter relativamente tão pouco sucesso. O Salvador regozijou-Se em espírito e deu graças a Deus ao pensar em como o valor da verdade, embora oculto aos sábios e entendidos, é revelado às criancinhas — os que compreendem sua fraqueza e sentem sua dependência dEle. — Manuscrito 118, 1902.
Preciosa recompensa será dada aos obreiros fiéis, que põem na obra tudo quando há em si mesmos. Não há maior bem-aventurança fora do Céu, do que ganhar almas para Cristo. O coração dos obreiros se inunda de alegria ao compreenderem eles que esse grande milagre nunca poderia haver sido operado por instrumentos humanos, mas unicamente por Aquele que ama as almas prestes a perecer. A presença divina está sempre bem junto de todo obreiro fiel, fazendo com que as almas venham ao arrependimento. Assim se forma a fraternidade cristã. O obreiro e aqueles por quem é feito o trabalho são tocados com o amor de Cristo. Um coração toca outro coração, e a fusão de alma com alma é como o celeste intercâmbio entre os anjos ministradores. — Manuscrito 36, 1901.
A conversão de almas a Deus é a obra mais grandiosa, a obra mais elevada em que os seres humanos podem empenhar-se. Na conversão das almas se revelam a tolerância de Deus, Seu amor incomensurável, Sua santidade e Seu poder. Toda verdadeira conversão O glorifica, e faz com que os anjos irrompam em cânticos. “A misericórdia e a verdade se encontraram: a justiça e a paz se beijaram”. — Carta 121, 1902.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?