Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Quando Jesus Nasceu

“Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, … eis que vieram uns magos do oriente a Jerusalém. E perguntavam- Onde está o recém-nascido Rei dos judeus?” S. Mat. 2:1 e 2.

O Rei da Glória rebaixou-Se para assumir a forma humana; e os anjos, que haviam testemunhado o Seu esplendor nas cortes celestiais, ao ser adorado por todas as hostes do Céu, ficaram desapontados por encontrar seu divino Comandante numa posição de tão grande humilhação.

Os judeus, por suas obras iníquas, tanto se haviam separado de Deus que os anjos não podiam transmitir-lhes a noticia do advento do infante Redentor. Deus escolheu os magos do Oriente para fazerem Sua vontade….

Esses magos viram o céu iluminado com a luz que envolvia a hoste celestial que anunciou o advento de Cristo aos humildes pastores. E depois que os anjos regressaram ao Céu, apareceu uma brilhante ” estrela que se deteve no firmamento.

Essa luz era um grupo distante de anjos chamejantes com aparência de uma estrela luminosa. O aparecimento excepcional da grande e brilhante estrela que eles nunca dantes tinham visto, suspensa como um sinal no céu, atraiu-lhes a atenção. Eles não tiveram o privilégio de ouvir a proclamação dos anjos aos pastores. Mas o Espírito de Deus impeliu-os a saírem em busca desse Visitante celestial a um mundo caldo. Os magos tomaram o rumo que a estrela parecia indicar-lhes. E quando se aproximaram da cidade de Jerusalém, a estrela cobriu-se de trevas e deixou de guiá-los.

Os magos ficam surpresos pelo fato de não verem extraordinário interesse pelo assunto da vinda do Messias. … Eles não deixam Jerusalém tão confiantes e esperançosos como quando ali chegaram. Admiram-se de que os judeus não estejam interessados e jubilosos pela perspectiva dessa grandiosa ocorrência do advento de Cristo.

As igrejas de nosso tempo estão procurando o engrandecimento mundano, e acham-se tão pouco dispostas a discernir a luz das profecias e aceitar as evidências de seu cumprimento, as quais revelam que Cristo virá em breve, como sucedeu com os judeus no tocante a Seu primeiro aparecimento. Eles aguardavam o reinado temporal e triunfante do Messias em Jerusalém. Cristãos professas de nosso tempo estão esperando a prosperidade temporal da igreja, na conversão do mundo e na fruição do milênio temporal. – RH, 24-12-1872.

Ano Bíblico- Gên. 8-11. – Juvenis- Gên. 6 e 7.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?