Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Primícias da vitória sobre a morte

Durante Seu ministério, Jesus ressuscitara mortos. Fizera reviver o filho da viúva de Naim, a filha de Jairo e Lázaro. Estes não foram revestidos de imortalidade. Ressurgidos, estavam ainda sujeitos à morte. Aqueles, porém, que ressurgiram por ocasião da ressurreição de Cristo, saíram para a vida eterna. Formavam a multidão de cativos que ascendeu com Ele, como troféus de Sua vitória sobre a morte e o sepulcro. …

Esses foram à cidade e apareceram a muitos, declarando: “Cristo ressurgiu dos mortos e nós ressurgimos com Ele.” Alguns se aterrorizaram com a cena. Apresentavam eles a mais inegável evidência não só de sua própria ressurreição, mas da ressurreição do crucificado Redentor. Após a Sua ressurreição, Cristo não apareceu a ninguém exceto a Seus seguidores, mas não faltou testemunho a respeito de Sua ressurreição. Veio de várias fontes, [inclusive] dos quinhentos que se reuniram na Galileia para ver seu ressurreto Senhor. Esse testemunho não podia ser reprimido. Foram imortalizados os sagrados fatos da ressurreição de Cristo. 

Aqueles que haviam ressurgido foram apresentados ao universo celestial como troféus — amostras da ressurreição de todos os que recebem a Jesus Cristo e nEle crêem como seu Salvador pessoal. Eram o símbolo da ressurreição final dos justos. O mesmo poder que ergueu a Cristo dentre os mortos erguerá Sua igreja — como Sua noiva — e a glorificará, com Cristo, acima de todos os principados, acima de todas as potestades, acima de todo nome, não só neste mundo, mas nas cortes celestes, o mundo lá do alto. … 

Cristo foi as primícias dos que dormem. Essa mesma cena, a ressurreição de Cristo dentre os mortos, era observada simbolicamente pelos judeus em uma de suas festas sagradas, chamada a festa dos judeus. Compareciam ao templo quando as primícias haviam sido colhidas e celebravam uma festa de ações de graça. As primícias da colheita eram consagradas ao Senhor. … 

Ao ascender Cristo durante o ato de abençoar Seus discípulos, um exército de anjos O rodeia como uma nuvem. Cristo leva consigo a multidão dos cativos como Seu troféu. Ele mesmo levará ao Pai as primícias dos que dormem, para apresentá-los a Deus como garantia de que é vencedor sobre a morte e a sepultura. — Manuscrito 115, 1897. 

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?