Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Oração de agonia

Ele, Jesus, nos dias da Sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem O podia livrar da morte. Hebreus 5:7.

Ao orardes, queridos jovens, para que não sejais induzidos à tentação, lembrai-vos de que vossa parte não se limita a orar. Cumpre-vos então responder o mais possível a vossa oração, com o resistir às tentações, e deixai ao cuidado de Jesus o que não vos é possível fazer em vosso benefício. — Testemunhos Seletos 1:357.

Eu gostaria de lembrar aos jovens que se adornam … que, por causa dos seus pecados, a cabeça do Salvador ostentou uma humilhante coroa de espinhos. Quando devotais precioso tempo a enfeitar vossa roupa, lembrai-vos de que o Rei da glória usava uma túnica simples, sem costura. Aos que consomem tanto tempo e energia se enfeitando, tende em mente que Jesus esteve muitas vezes cansado de incessante trabalho, e abnegação e sacrifício próprio, a fim de abençoar os sofredores e necessitados. Ele passava noites inteiras em oração nas solitárias montanhas, não por causa de Suas fraquezas e Suas necessidades, mas porque via, sentia, as fraquezas de vossa natureza para resistir as tentações do inimigo naqueles pontos mesmos em que sois agora vencidos. Ele sabia que seríeis indiferentes quanto ao perigo e não sentiríeis necessidade de oração. Foi por isto que Ele derramou Sua oração ao Pai com clamor e lágrimas. Foi para salvar-nos do próprio orgulho e amor da vaidade e dos prazeres em que estais agora envolvidos, e que excluem o amor de Jesus, que aquelas lágrimas foram derramadas. …

Levantar-vos-eis, jovens amigos, e sacudireis essa mortal indiferença e estupor que vos tem conformado com o mundo? Ouvireis a voz de advertência que vos lembra que a destruição jaz nos passos dos que estão desapercebidos nesta hora de perigo? — Testimonies for the Church 3:378-380.

Muitos de nossos jovens, devido a sua descuidosa desconsideração para com as advertências e reprovações que lhes são feitas, abrem de par em par a porta a Satanás. Tendo a Palavra de Deus como nosso guia, e Jesus como nosso Mestre divino, não precisamos ignorar-Lhe as reivindicações nem os ardis do inimigo. … Não será desagradável a tarefa de obedecer à vontade de Deus, quando nos entregamos inteiramente à direção de Seu Espírito. — Testemunhos Seletos 1:358.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?