Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Pela graça de Deus

Em muitas parábolas Cristo usa a expressão “o reino dos Céus”, para designar a obra da graça divina no coração dos homens. … O reino da graça foi instituído imediatamente depois da queda do homem, quando fora concebido um plano para a redenção da raça culpada. Existiu ele então no propósito de Deus e pela Sua promessa; e mediante a fé os homens podiam tornar-se súditos seus. — O Grande Conflito entre Cristo e Satanás, 347. 

O exercício da força é contrário aos princípios do governo de Deus; Ele deseja unicamente o serviço de amor. … Conhecer a Deus é amá-Lo; Seu caráter deve ser manifestado em contraste com o de Satanás. Essa obra, unicamente um Ser, em todo o Universo, era capaz de realizar. Somente Aquele que conhecia a altura e a profundidade do amor de Deus, podia torná-lo conhecido. …

O plano de nossa redenção não foi um pensamento posterior, formulado depois da queda de Adão. Foi a revelação “do mistério que desde tempos eternos esteve oculto”. Romanos 16:25. Foi um desdobramento dos princípios que têm sido, desde os séculos da eternidade, o fundamento do trono de Deus. … Deus não ordenou a existência do pecado. Previu-a, porém, e tomou providências para enfrentar a terrível emergência. Tão grande era Seu amor pelo mundo, que concertou entregar Seu Filho unigênito “para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:16. — O Desejado de Todas as Nações, 22, 23.

Tão logo houve pecado, houve um Salvador. Cristo sabia que teria de sofrer, e contudo tornou-Se o substituto do homem. Tão logo Adão pecou, o Filho de Deus Se apresentou como garantia para a humanidade apenas com tanto poder para desviar a maldição pronunciada sobre o culpado como quando morreu sobre a cruz do Calvário.

Que amor! Que prodigiosa condescendência! O Rei da glória Se dispõe a humilhar-Se pela humanidade caída! Ele colocaria os Seus pés nos passos de Adão. Tomaria a natureza do homem caído e empenhar-Se-ia em luta com o forte inimigo que triunfou sobre Adão. Ele venceria a Satanás, e assim abriria o caminho para libertar da infelicidade oriunda da falha e queda de Adão, a todos que nEle cressem. — The S.D.A. Bible Commentary 1:1084, 1085.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?