Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

O Sábado – instituído no Éden

“E então lhes disse: “O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Assim, pois, o Filho do homem é Senhor até mesmo do sábado”. Marcos 2:27,28.

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.” Êxodo 20:8. “O sábado não é apresentado como uma nova instituição, mas como havendo sido estabelecido na criação. Deve ser lembrado e observado como a memória da obra do Criador… O sábado e a família foram, semelhantemente, instituídos no Éden, e no propósito de Deus acham-se indissoluvelmente ligados um ao outro. Neste dia, mais do que em qualquer outro, é-nos possível viver a vida do Éden…” Educação, págs. 250 e 251.

“O sábado foi confiado a Adão, pai e representante de toda a família humana… Assim, a instituição era inteiramente comemorativa, e foi dada a toda a humanidade. Nada havia nela prefigurativo, ou de aplicação restrita a qualquer povo.” Patriarcas e Profetas, pág. 48.

“Deus disse: “O sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus.” Êxodo 20:10. “O sétimo dia é uma lembrança dada por Deus.” Filhos e filhas de Deus, pág. 59.

“A lei dos Dez Mandamentos é tão antiga quanto a criação. A instituição do sábado, portanto, não tem relação especial para com os judeus, mais do que para quaisquer outros seres criados. Deus tornou obrigatória a observância
do sábado para todos os povos… Toda pessoa tem sido provada, como o foram Adão e Eva no Éden. Assim como a árvore do conhecimento do bem e do mal foi colocada no meio do Jardim do Éden, assim o mandamento do sábado é colocado no meio do Decálogo. Acerca do fruto da árvore do conhecimento, fez-se a restrição: Dele não comereis… para que não morrais.

Acerca do sábado, Deus disse: Não o profaneis; antes, santificai-o… Assim como a árvore do conhecimento foi o teste da obediência de Adão, o quarto mandamento é o teste que Deus deu para provar a lealdade de todo o Seu povo. A experiência de Adão deve ser para nós uma advertência, enquanto o tempo durar. Advertenos a não aceitar de lábios mortais ou de anjos qualquer sugestão que nos afaste um jota ou um til da santa lei de Jeová.” MM Cristo Triunfante, pag. 354.

“O Sábado e a família foram, semelhantemente, instituídos no Éden, e no propósito de Deus acham-se indissoluvelmente ligados um ao outro. Neste dia, mais do que em qualquer outro, é-nos possível viver a vida do Éden.”

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?