Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

O sábado – Elo de ligação com a natureza

Mês de Setembro –    Sábado – O sinal de distinção e elo de ligação

“Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite.” “Pois tu, Senhor, me alegraste pelos teus feitos; exultarei nas obras das tuas mãos.” Salmos 19:2; Salmos 92:4.

“Visto que o sábado é a memória do poder criador, é o dia em que de preferência a todos os outros devemos familiarizar-nos com Deus mediante Suas obras.” Educação, pág. 251. “Numa parte do dia, todos devem ter oportunidade de ficar ao ar livre. Como podem as crianças obter um mais correto conhecimento de Deus, … do que passando parte do tempo ao ar livre, não em brincadeiras, mas na companhia de seus pais? Que sua mente juvenil se ligue a Deus no belo cenário da natureza. … Ao verem as belas coisas que Ele criou para a felicidade do homem, serão levadas a considerá-Lo um terno e amorável Pai. … Ao revestir-se o caráter de Deus do aspecto de amor, benevolência, beleza e atração, elas são induzidas a amá-Lo.” Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 280.
“O sábado – oh! – tornai-o o dia mais doce e mais abençoado de toda a semana.” Orientação da Criança, pág. 532. “Na mente infantil, o próprio pensamento do sábado deve estar ligado à beleza das coisas naturais. Feliz é a família que pode ir ao lugar de culto, aos sábados, como iam Jesus e Seus discípulos à sinagoga, através de campos, ao longo das praias do lago, ou por entre bosques. Felizes são o pai e a mãe que podem ensinar a seus filhos a Palavra escrita de Deus com ilustrações tiradas das páginas abertas do livro da natureza; que podem com eles reunir-se sob as verdes árvores, no ar fresco e puro, para estudar a Palavra e cantar os louvores do Pai celestial.” Educação, págs., 250,251.
“Deus viu que um sábado era essencial para o homem, mesmo no Paraíso. Ele necessitava pôr de lado seus próprios interesses e ocupações durante um dia dos sete, para que pudesse de maneira mais ampla contemplar as obras de Deus, e meditar em Seu poder e bondade. Necessitava de um sábado para, de maneira mais vívida, o fazer lembrar de Deus, e para despertar-lhe gratidão, visto que tudo quanto desfrutava e possuía viera das benignas mãos do Criador.” Med. Matinais, A Fé pela qual eu vivo, pág. 31.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?