Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

O decreto que mudou o sábado para o domingo

“Proferirá palavras contra o Altíssimo, e consumirá os santos do Altíssimo; cuidará em mudar os tempos e a lei; os santos lhe serão entregues na mão por um tempo, e tempos, e metade de um tempo.” Daniel 7:25.

“Durante séculos a circulação da Escritura foi proibida. Ao povo era vedado lê-la ou tê-la em casa, e sacerdotes e prelados sem escrúpulos interpretavam-lhe os ensinos de modo a favorecerem suas pretensões. Assim, o líder da igreja veio a ser quase universalmente reconhecido como vigário de Deus na Terra, dotado de autoridade suprema sobre a igreja e o Estado. Suprimido o revelador do erro, agiu Satanás de acordo com sua vontade. A profecia declarara que o papado havia de cuidar “em mudar os tempos, e a lei”. Dan. 7:25. Para cumprir essa obra, não foi vagaroso.” História da Redenção, pág. 328.
“Constantino, quando ainda pagão, promulgou um decreto fazendo do domingo uma festividade pública em todo o Império Romano. Depois de sua conversão, ele continuou a ser um firme advogado do domingo, e seu edito pagão foi então posto em vigor no interesse de sua nova fé. Contudo, a honra demonstrada a este dia não foi o suficiente para impedir que os cristãos considerassem o verdadeiro sábado como santo do Senhor. Outro passo devia ser dado; o falso sábado devia ser exaltado em igualdade com o verdadeiro. Poucos anos depois da promulgação do decreto de Constantino, o bispo de Roma conferiu ao domingo o título de dia do Senhor. Assim, o povo foi gradualmente levado a considerar o domingo como possuindo certo grau de santidade. Todavia, ainda o sábado original era observado.” História da Redenção, pág. 329.
“Os católicos romanos reconhecem que a mudança do sábado foi feita pela sua igreja, e declaram que os protestantes, observando o domingo, estão reconhecendo o poder desta. No “Catecismo Católico da Religião Cristã”, em resposta a uma pergunta sobre o dia a ser observado em obediência ao quarto mandamento, faz-se esta declaração: “Enquanto vigorou a antiga lei, o sábado era o dia santificado, mas a igreja, instruída por Jesus Cristo, e dirigida pelo Espírito de Deus, substituiu o sábado pelo domingo; assim, santificamos agora o primeiro dia, e não o sétimo dia. Domingo quer dizer, e agora é, dia do Senhor.” O Grande Conflito, pág. 448.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?