Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

No Getsémani

Ao deixar Cristo os discípulos, pedindo-lhes que orassem por si mesmos e por Ele, escolheu três — Pedro, Tiago e João — e penetrou nos mais retirados recessos do horto. Esses três discípulos tinham visto Sua transfiguração; tinham visto os visitantes celestiais, Moisés e Elias, falando com Jesus, e Cristo desejava sua presença com Ele nessa ocasião também. … 

Cristo expressou Seu desejo de simpatia humana, e então retirou-Se deles cerca de um tiro de pedra, caiu sobre Seu rosto e orou, dizendo: “Pai, se queres, passa de Mim este cálice; contudo, não se faça a Minha vontade, e sim a Tua.” Lucas 22:42. …

A sobre-humana agonia com a qual estivera lutando levou-O aos discípulos, ansiando por companheirismo humano. Mas foi desapontado; não Lhe deram o auxílio que deles esperava. …

Ouçam a agonizante oração de Cristo no jardim do Getsémani! Enquanto os discípulos dormiam sob os estendidos ramos das oliveiras, o Filho do homem — um homem de dores e que sabe o que é padecer — estava prostrado sobre a terra fria. Ao sobrevir-Lhe a agonia de alma, grandes gotas sanguinolentas de suor Lhe saíram dos poros e, com o orvalho que caía, umedeceram a relva do Getsémani. … 

Ali o misterioso cálice Lhe tremeu na mão. Ali o destino de um mundo perdido oscilou na balança. Deveria Ele enxugar as gotas de sangue de Sua fronte e arrancar de Sua alma a culpa de um mundo que perecia, e que O colocava, o inocente, sob a penalidade de uma lei justa? Deveria recusar tornar-Se o substituto e penhor dos pecadores? Recusar dar-lhes outra oportunidade, outro tempo de graça? 

A separação de Seu Pai, a punição pela transgressão e pelo pecado, devia cair sobre Ele a fim de exaltar a lei de Deus e testificar de sua imutabilidade. E isso decidiria para sempre o conflito entre o Príncipe de Deus e Satanás a respeito do caráter imutável daquela lei.

A Majestade do Céu era como alguém atordoado pela agonia. Nenhum ser humano poderia suportar tal sofrimento; mas Cristo havia contemplado a luta. Dissera a Seus discípulos: “Tenho um batismo com o qual hei de ser batizado; e quanto Me angustio até que o mesmo se realize!” Lucas 12:50. Aquela era a “hora e o poder das trevas”. Lucas 22:53. — Manuscrito 42, 1897.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?