Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Não é tempo de fazer concessões

Apressamo-nos para o conflito final, e este não é um tempo para fazer concessões; não é tempo para esconder nossas posições assumidas. Quando a batalha se tornar renhida, que ninguém se torne traidor. Não é tempo de deitar-nos e ocultar nossas armas, dando a Satanás a vantagem na guerra, mas a menos que você vigie e guarde as suas vestes incontaminadas do mundo, não permanecerá leal a seu Capitão. … Chame seus companheiros vigias, bradando: “Vem a manhã, e também a noite.” 

Não é tempo agora de relaxar nossos esforços, de tornar-nos lerdos e desanimados, não é tempo de ocultar nossa luz debaixo do alqueire, de falar coisas suaves, de profetizar o engano. Toda faculdade deve ser empregada para Deus. Você deve manter sua lealdade, apresentar testemunho em favor de Deus e da verdade. Não se deixe levar por qualquer sugestão que o mundo possa fazer. Não podemos permitir-nos condescender; há uma questão viva perante nós, de importância vital para o povo remanescente de Deus até o encerramento da história terrestre, pois estão envolvidos interesses eternos. No próprio limiar da crise, não é tempo de sermos encontrados com um maligno coração de incredulidade, apartados do Deus vivo. 

A apostasia original começou com incredulidade e negação da verdade; mas se queremos triunfar, precisamos fixar firmemente os olhos da fé em Jesus, o Capitão de nossa salvação. Devemos seguir o exemplo de Cristo. Em tudo o que realizou na Terra, Jesus tinha em vista apenas a glória de Deus. … A divindade e a humanidade se uniram em Cristo, para que Ele pudesse revelar a nós o propósito de Deus e levar-nos a uma íntima união consigo mesmo. Essa união nos capacitará a vencer o inimigo, pois, mediante a fé em Cristo, teremos divino poder. 

Nossos números estão crescendo; nossas instalações aumentando, e tudo isso requer união entre os obreiros, inteira consagração e devoção real à causa de Deus. Não há lugar na obra de Deus para obreiros divididos, para aqueles que não são quentes nem frios. 

Os atalaias sobre os muros de Sião devem ser vigilantes e não dormir nem de dia nem de noite. Mas se não receberam a mensagem dos lábios de Cristo, suas trombetas darão sonido incerto. Irmãos e irmãs, Deus os chama, tanto a pastores quanto a leigos, a Lhe ouvirem a voz, que lhes fala por meio de Sua Palavra. Seja a Sua verdade recebida no coração, para que vocês se tornem espirituais por Seu poder vivo e santificador. Então se transmita a distinta mensagem para este tempo de atalaia para atalaia, sobre os muros de Sião. — Manuscrito 152, 1897. 

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?