Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Muitos ocultam a sua dor

Mês de Setembro:

Métodos para alcançar almas

Enquanto ela continuava a orar diante do Senhor, Eli observava sua boca. Como Ana orava silenciosamente, seus lábios se mexiam mas não se ouvia sua voz. Então Eli pensou que ela estivesse embriagada (1 Samuel 1:12 e 13 — Nova Versão Internacional, 2001).

O pecado é o maior de todos os males, e é nosso dever compadecer-nos dos pecadores e auxiliá-los. Nem todos podem ser alcançados do mesmo modo, porém. Muitos há que ocultam sua penúria de alma. Estes seriam grandemente auxiliados por uma palavra terna ou por uma boa lembrança. Outros estão na maior indigência, contudo não o sabem. Não reconhecem a terrível privação da alma. As multidões estão tão submersas no pecado, que perderam todo senso das realidades eternas, perderam a semelhança de Deus, e mal sabem se têm alma para ser salva ou não. Não têm nem fé em Deus, nem confiança no homem. Alguns destes só podem ser alcançados por atos de beneficência desinteressada. Precisam ser primeiramente atendidas as suas necessidades materiais. Precisam ser alimentados, limpos e vestidos decentemente. Ao verem a prova de nosso amor desinteressado, ser-lhes-á mais fácil crerem no amor de Cristo.
Muitos há que erram e sentem a sua vergonha e loucura. Consideram seus enganos e erros até serem arrastados quase ao desespero. Não devemos desprezar essas almas. Quando alguém tem que nadar contra a correnteza, toda sua força o impele para trás. Estenda-se a mão auxiliadora a ele como foi oferecido a Pedro, quando se afogava, o socorro do Irmão mais velho. Fale-lhe palavras de esperança, palavras que fortaleçam a confiança e despertem amor.
À alma cansada de uma vida de pecado, mas não sabendo onde encontrar alívio, apresente o compassivo Salvador. Tome-a pela mão, erga-a, diga a ela coisas animadas e esperançosas. Ajude-a a segurar a mão do Salvador. — Serviço cristão, p. 145.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?