Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Luta de vida ou morte

Ao deslizarem lentamente os vagões [do trem], tivemos uma bela oportunidade de ver o país [Suíça] que atravessávamos. … 

Ali, entre as rochas e cavernas da terra, o Senhor providenciara um lugar de refúgio para o Seu povo. Aquelas capelas, construídas tão alto sobre penhascos que parecem inacessíveis a seres humanos, foram assim arranjadas para oferecer segurança e proteção. Para nós são testemunhas de que houve um tempo em que o povo de Deus sofreu porque, à semelhança de Daniel na antiguidade, assentaram em seu coração que adorariam a Deus segundo os ditames de sua própria consciência. Não consentiriam em que qualquer pessoa lhes servisse de consciência, e sentiram-se mais seguros na rusticidade de rochas e montanhas, onde os animais selvagens faziam sua casa para fugir ao laço do caçador, em vez de confiar-se à misericórdia de seres humanos infectados com uma religião errônea e zelo satânico para manter costumes e tradições humanos em direta oposição à religião da Bíblia. Esses eram cruéis como lobos sanguinários, extirpando a todos os que ousassem discordar das doutrinas dos papistas — homens e mulheres que consideravam a Bíblia e a Bíblia só como seu fundamento, até que seus gloriosos raios afastassem do caminho as tradições humanas, tornando desimpedida a vereda do Senhor. … 

O homem do pecado é agente de Satanás. Põe em ação seus poderes inventivos, e Satanás planeja; então os seguidores de Jesus precisam preparar-se para uma luta de vida ou morte. A autoridade da igreja, combinada com as autoridades da nação, pôs mãos ao trabalho para anular a consciência — para ser consciência para todos. Discordar alguém e colocar-se em oposição a esses grandes homens do mundo em sua fé e culto religioso, suscitava infindáveis questões, e não conseguiam guardar essa luz para si mesmos. Quanto mais ponderavam sobre o assunto, mas viam eles o que implicava volver-se das tradições para a Palavra de Deus. Mas deviam enfrentar o conflito, aparelhar-se para a batalha, erguer-se acima da pequenez humana e não permitir que pensamentos de auto-preservação os detivessem diante da perspectiva de imensuráveis perigos e riscos. O Redentor do mundo lhes havia dado em Sua vida um exemplo daquilo que deviam fazer e daquilo que deviam ser a fim de conquistar a vida eterna. — Manuscrito 52, 1886.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?