Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Isaías profetizou a restauração do sábado no tempo do fim – II

“E os que de ti procederem edificarão as ruínas antigas; e tu levantarás os fundamentos de muitas gerações; e serás chamado reparador da brecha, e restaurador de veredas para morar.” Isa 58; 12.

“Uma vez mais, depois de reprovar o egoísmo, a violência e a opressão dos israelitas, e exortá-los a praticar obras de justiça e misericórdia, Ele declara: “Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no Meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no Senhor. Eu te farei cavalgar sobre os altos da Terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do Senhor o disse.” Isa. 58:13,14. Essa profecia permaneceu por séculos até a época em que o homem do pecado tentou anular um dos preceitos da lei de Deus, lançando por terra o sábado original de Jeová. Em seu lugar, exaltou um de sua autoria. […] Há duas instituições fundadas no Éden que não se perderam com a queda – o sábado e o relacionamento matrimonial. Eles foram levados pelo ser humano ao sair pelas portas do Paraíso.” Signs of the Times, 28 de Fevereiro de 1884. Med. Matinais, Perto do Céu, 350.
“Todo homem no mundo de Deus está sob as leis de Seu governo. Deus estabeleceu o sábado no centro do Decálogo, e fez dele o critério de obediência.” — The Signs of the Times, 31 de Março de 1898.
“Estamos agora guardando o sétimo dia – verdadeiramente o dia que Deus nos disse para guardar.” — The Review and Herald, 18 de Dezembro de 1888.
“Quando as reivindicações do sábado são apresentadas, há muitos que perguntam: Que diferença faz qual dia guardamos como sábado, desde que observemos um dia em sete? Respondemos: Faz toda a diferença possível se obedecemos ou desatendemos a Palavra de Deus. Ele nos deu o sábado como memorial da grande obra da criação. […] .Satanás está determinado a que o conhecimento de Deus, de Seu poder criador, seja banido da contemplação e da lembrança dos homens. Mas ele não pode cumprir seu propósito enquanto o quarto mandamento é observado, pois o sábado dirige ao Criador a mente dos homens.” — The Signs of the Times, 12 de Junho de 1893.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?