Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Farei tudo ao meu alcance

E, atemorizado, escondi na terra o teu talento […]. Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; […] devias, então, ter dado o meu dinheiro aos banqueiros, e, quando eu viesse, receberia o que é meu com os juros (Mateus 25:25-27).

Ninguém deveria se queixar de não ter maiores talentos. Quando usarem para a glória de Deus os talentos que Ele lhes tem confiado, prosperarão. Agora não é tempo de lamentar nossa situação na vida, e desculpar nossa negligência em desenvolver nossas habilidades porque não temos a capacidade e posição de outros, dizendo: Oh, se eu tivesse o seu dom e a sua capacidade, poderia investir grande capital pelo meu Mestre! Se tais pessoas usarem sabiamente e bem o único talento que têm, isso é tudo o que o Senhor requer deles.
Olhem para nossas igrejas. Existem nelas apenas uns poucos que trabalham realmente. A maioria consiste de homens e mulheres irresponsáveis. Eles não se sentem responsáveis pelas pessoas. Não manifestam fome e sede de justiça. Nunca fazem força quando o trabalho é árduo. Esses são os que têm um só talento e o escondem, e o enterram no mundo; isto é, usam todas as influências que possuem em seus interesses temporais. Ao buscar as coisas desta vida, perdem o futuro, a vida eterna, e o ainda mais valioso e eterno peso da glória. Que pode ser dito e feito para despertar essa classe de membros da igreja, fazendo com que sintam sua responsabilidade para com Deus? Será preciso que a multidão de professos cristãos, guardadores dos mandamentos, ouçam as terríveis palavras: “E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes”?
Todo homem, mulher e criança devem ser obreiros de Deus. Onde há agora um que se sente responsável pela salvação das pessoas, deveria haver cem. Que podemos fazer para animar as pessoas a aproveitarem para a glória do Mestre qualquer influência e recurso que já possuam? Que os que têm um talento o usem bem; e assim fazendo vão vê-lo dobrado. Deus aceitará “conforme o que o homem tem e não segundo o que ele não tem” (2 Coríntios 8:12). — The Review and Herald, 14 de março de 1878.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?