Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Discernindo entre a verdade e o erro

A verdade como esta é em Jesus é o que nos desperta a consciência e transforma a mente, pois vem acompanhada até o coração pelo Espírito Santo. Sem a iluminação do Espírito de Deus, não somos capazes de discernir entre a verdade e o erro, e cairemos sob as magistrais tentações e enganos que Satanás trará sobre o mundo. Estamos perto do fim do conflito entre o Príncipe da luz e o príncipe das trevas, e em breve os enganos do inimigo provarão nossa fé, para mostrar de que espécie é ela. …

Mas, a despeito de o príncipe das trevas trabalhar para cobrir a Terra com trevas, e com densa escuridão os povos, o Senhor manifestará Seu poder convertedor. Deve-se realizar na Terra uma obra semelhante à que ocorreu por ocasião do derramamento do Espírito Santo nos dias dos primeiros discípulos, quando pregaram a Jesus, e a Ele crucificado. Muitos serão convertidos num dia, pois a mensagem avançará com poder. Poder-se-á dizer então: “O nosso evangelho não chegou até vós tão-somente em palavra, mas, sobretudo, em poder, no Espírito Santo.” … 

A obra do Santo Espírito é incomensuravelmente grande. É dessa fonte que vêm poder e eficiência ao obreiro de Deus; e o Espírito Santo é o Consolador, como a presença pessoal de Cristo no ser. Toda pessoa que olha para Cristo com fé singela e infantil é feito participante da natureza divina mediante a atuação do Espírito Santo. Quando guiados pelo Espírito de Deus, os cristãos podem saber que são feitos completos nAquele que é o cabeça de todas as coisas. Assim como Cristo foi glorificado no dia de Pentecostes, assim será novamente glorificado no encerramento da obra do evangelho, quando Ele preparar um povo para suportar a prova final na última batalha do grande conflito. … 

O povo de Deus deve ser chamado para fora de sua associação com os mundanos e praticantes do mal, a fim de posicionar-se em favor do Senhor na batalha contra os poderes das trevas. Quando a Terra for iluminada com a glória de Deus, veremos uma obra semelhante àquela realizada quando os discípulos, cheios do Espírito Santo, proclamaram com poder um Salvador ressurreto. Depois que a luz do Céu penetrou na mente entenebrecida daqueles que haviam sido enganados pelos inimigos de Cristo, foi rejeitada a falsa imagem dEle, pois mediante a eficiência do Espírito Santo viam-nO agora exaltado como Príncipe e Salvador, para dar arrependimento a Israel, e remissão dos pecados. — Manuscrito 143, 1901.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?