Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Devemos conhecer nossas fraquezas

Satanás está sempre se intrometendo entre a alma humana e Deus. Está sempre buscando fazer com que o agente humano lhe expresse as sugestões, e não as palavras de Deus. … 

Quão pouco entendia Pedro de suas próprias fraquezas! Nada discernia, a não ser que seu espírito estava certo, mesmo quando procurou tornar sem efeito as solenes palavras de Cristo, que abriram diante deles [dos discípulos] um futuro cheio de tristeza e sofrimento, tanto para Jesus como para eles. Cristo viu que, a menos que Pedro fosse transformado em espírito, não seria capaz de suportar a prova da rejeição, humilhação, condenação e morte de seu Senhor. Às palavras de advertência de seu Mestre, respondeu: “Senhor, estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte. Mas Jesus lhe disse: Afirmo-te, Pedro, que, hoje, três vezes negarás que Me conheces, antes que o galo cante.” Lucas 22:33, 34. 

Vemos como pode ser enganada a natureza humana, como pode ser desencaminhada porque Satanás tem a permissão de intrometer-se entre a alma humana e Jesus. A palavra de Cristo deve ser falada com autoridade: “Retira-te, Satanás.” Quero aproximar-Me de Meus servos, para que não sejam vencidos, para que creiam em Minhas palavras e não nas palavras de enganadores, pois o que falo é verdade e justiça. … 

O povo de Deus, resgatado por Jesus Cristo do fogo, tem um senso de seu pecado e sente humilhação e vergonha. Deus vê e reconhece o seu arrependimento e lhes nota a tristeza pelo pecado, que não podem remover ou cancelar por si mesmos; mas ao orarem, suas orações são ouvidas, e essa é a razão pela qual Satanás fica ao lado para resistir a Cristo. … Coloca-se entre Jesus e a pessoa arrependida e crente. Busca lançar sua infernal sombra diante daquela alma, para descoroçoar a fé e tornar sem efeito as palavras de Deus. … 

Se Satanás se coloca entre a pessoa e Jesus, o amor, a aceitação e o perdão de Cristo são eclipsados. Homens e mulheres estarão constantemente lutando para preparar um manto de justiça com o qual cobrir sua deformidade e pecado, enquanto Cristo deseja que vão a Ele assim como se encontram, e creiam nEle como seu Salvador pessoal. Com terno amor, um Pai perdoador traz Seu melhor manto com o qual envolver Seu filho que retorna. — Carta 65, 1894; Manuscript Releases 7:201-203.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?