Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Despenseiros de força

A cada homem se concedem dons individuais denominados talentos. Alguns consideram esses dons como sendo limitados a certos homens que possuem muita inteligência e são dotados de capacidade mental superior. Mas Deus não limitou a concessão de Seus talentos a uns poucos favorecidos. A cada um é concedida alguma dotação especial, pelo que será ele responsabilizado pelo Senhor. Tempo, raciocínio, recursos, força, faculdades mentais, bondade de coração — tudo são dons de Deus, concedidos em confiança para serem usados na obra de abençoar a humanidade. — The S.D.A. Bible Commentary 5:1100. 

No capital da força foi confiado aos homens um talento precioso para o trabalho. Isso é de mais valor do que qualquer depósito no banco, e deve ser mais altamente avaliado. … É uma bênção que não se pode comprar com ouro nem prata, casas ou terras; e Deus exige que seja usada sabiamente. Ninguém tem o direito de sacrificar esse talento à influência corrosiva da inatividade. Todos são tão responsáveis pelo capital da força física como pelo capital dos meios.

A lição essencial da operosidade, satisfeita nos necessários deveres da vida, tem ainda de ser aprendida por muitos dos seguidores de Cristo. Requer mais graça, mais severa disciplina de caráter trabalhar para Deus na qualidade de mecânico, negociante, advogado ou agricultor, introduzindo os preceitos do cristianismo nas ocupações comuns da vida, do que desempenhar as funções de reconhecimento missionário no campo de ação. Requer vigorosa fibra espiritual introduzir a religião na oficina de trabalho e no escritório dos negócios, santificando os pormenores da vida diária, e ordenando toda transação segundo a norma da Palavra de Deus. Mas é isso que o Senhor exige. — Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes, 278-280.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?