Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Decidida a questão da supremacia de Deus

Todo o Céu está observando o conflito. … Aqui sobre a Terra Satanás suscita a inimizade que existe na mente humana para resistir à salvação que lhe foi trazida a um preço infinito. Cristo foi a luz do mundo, mas o mundo não O conheceu. Ele criou o mundo, mas o mundo não quis reconhecê-Lo. Quando buscaram tirar-Lhe a vida, todavia, a Majestade do Céu teve de ir de lugar em lugar; o Céu observou isso. E Ele foi desprezado e rejeitado; foi escarnecido e ultrajado; mas quando ultrajado, não revidou. Satanás não cessou sua perseguição até que Cristo fosse pendurado na cruz do Calvário. Todo o Céu e todos os mundos que Deus criara estavam observando o conflito; consumaria Cristo o plano que havia empreendido, de erguer as pessoas perdidas do abismo do pecado?… 

O grande rebelde foi desarraigado dos pensamentos de todos, ao verem a ressurreição de Cristo; foi decidida a questão de que a lei de Deus era imutável e cobria tudo o que havia no Céu e na Terra, e todos os seres criados. Cristo esteve com Seus discípulos quarenta dias e quarenta noites e então… foi tomado deles e levado para o Céu; e a multidão dos cativos foi com Ele; e uma multidão da hoste celestial O rodeava; e ao se aproximarem da cidade de Deus, o anjo que O acompanhava disse: “Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó portais eternos, para que entre o Rei da Glória.”… 

Agora esse Salvador é nosso intercessor, fazendo expiação por nós diante do Pai. … E esse precioso Salvador virá outra vez. … Quando Ele vier a segunda vez, não será para usar a coroa de espinhos, não para ter o Seu divino corpo coberto por aquele velho manto púrpura. Não se erguerão as vozes no clamor “Crucifica-O, crucifica-O”, mas haverá um brado das hostes angélicas e dos que estão esperando para recebê-lo: “Digno, digno é o Cordeiro que foi morto.” Como divino Vencedor, em lugar de uma coroa de espinhos Ele ostentará uma coroa de glória; em lugar do velho manto real que sobre Ele puseram como zombaria, envergará um manto mais alvo do que a mais branca neve. E aquelas mãos que foram feridas com os cruéis cravos, brilharão como ouro. … 

Os justos mortos saem de suas tumbas e os vivos remanescentes são arrebatados com eles para encontrarem o Senhor nos ares, e assim estarão para sempre com o Senhor. E ouvirão a voz de Jesus, mais doce do que qualquer música que já caiu em ouvidos mortais: “Vinde, benditos de Meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.” Mateus 25:34. — Manuscrito 11, 1886. 

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?