Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Cristo sentiu o que sentiríamos

E agora ouvem o tropel de soldados no jardim. “Ora, o traidor tinha-lhes dado esta senha: Aquele a quem eu beijar, é esse; prendei-O e levai-O com segurança. E, logo que chegou, aproximando-se, disse-Lhe: Mestre! E o beijou.” Marcos 14:44, 45. “Jesus, porém, lhe disse: Judas, com um beijo trais o Filho do homem?” Lucas 22:48. … 

À multidão, disse Jesus: “Saístes com espadas e porretes para prender-Me, como a um salteador? Todos os dias Eu estava convosco no templo, ensinando, e não Me prendestes; contudo, é para que se cumpram as Escrituras.” Marcos 14:48, 49. 

O registro que João faz deste evento é: “Tendo, pois, Judas recebido a escolta e, dos principais sacerdotes e dos fariseus, alguns guardas, chegou a este lugar com lanternas, tochas e armas. Sabendo, pois, Jesus todas as coisas que sobre Ele haviam de vir, adiantou-Se e perguntou-lhes: A quem buscais? Responderam-lhe: A Jesus, o Nazareno. Então, Jesus lhes disse: Sou eu. Ora, Judas, o traidor, estava também com eles. Quando, pois, Jesus lhes disse: Sou Eu, recuaram e caíram por terra. … Então, Simão Pedro puxou da espada que trazia e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita; e o nome do servo era Malco. Mas Jesus disse a Pedro: Mete a espada na bainha; não beberei, porventura, o cálice que o Pai Me deu?” João 18:3-11. 

Tendo Ele dito isso, o terror se apoderou dos discípulos. Agora estavam todos juntos novamente, rodeando seu Senhor; mas diante do ato de Pedro, “os discípulos todos, deixando-O, fugiram”. Mateus 26:56. 

A natureza humana de Cristo era semelhante à nossa. E o sofrimento, na verdade, era sentido mais agudamente por Ele, pois Sua natureza espiritual estava isenta de qualquer nódoa de pecado. A aversão ao sofrimento era proporcional a sua intensidade. Seu desejo de evitar o sofrimento era tão forte quanto o experimentam os seres humanos. … 

Quão intenso foi o desejo da humanidade de Cristo de escapar do desprazer de um Deus ofendido; o anseio de Sua alma por alívio é revelado nas palavras do Sofredor: “Meu Pai, se possível, passe de Mim este cálice! Todavia, não seja como Eu quero, e sim como Tu queres.” Mateus 26:39. … Todos os pecados acumulados do mundo foram postos sobre o Portador de pecados, Aquele que era inocente de todo pecado, Aquele que sozinho podia ser a propiciação pelo pecado, porque era obediente. Sua vida era uma com Deus. Nem uma nódoa de corrupção havia sobre Ele. — Manuscrito 42, 1897.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?