Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Cristo curou o paralítico

Quando Jesus veio como homem ao nosso mundo, Satanás havia levado os judeus à prática de uma religião que agradava os poderes das trevas. O professo povo do Senhor havia-se afastado de Deus e seguia outro líder. Mediante sua própria perversidade, iam a caminho da destruição, mas Cristo veio para disputar a autoridade de Satanás. … 

A vida de Cristo se fez uma longa cena de conflito. Satanás agitou o coração mau das pessoas e colocou a inveja e o preconceito em ação contra o Filho de Deus, o Salvador do mundo. Levou as pessoas a questionarem e a colocarem em dúvida a palavra, as obras e a missão de Cristo. … Eles [os judeus] seguiam a Cristo de lugar em lugar a fim de, se possível, apanhar alguma palavra de Seus lábios e deturpá-la, falseá-la e espalhá-la, dando-lhe um significado que não fora expresso nem pretendido. Assim foi o caminho de Cristo embaraçado por pessoas que alegavam ser justas e santas. … 

Dessa maneira Satanás levou pessoas que poderiam ter sido uma força para Cristo a trabalhar do lado do inimigo no conflito, e tornar-se agentes mediante os quais ele instilava no coração do povo o questionamento, a suspeita, a dúvida e o ódio. … 

Os líderes do povo procuravam sempre uma desculpa para a sua atitude de descrença, e quando Ele operava Seus mais convincentes milagres estavam prontos a apanhar qualquer coisa que parecesse uma objeção a Suas divinas pretensões. Quando Jesus curou o homem paralítico, disse-lhe: “Filho, estão perdoados os teus pecados”. … 

No milagre que Cristo havia operado, Ele mudara o coração do homem e lhe renovara a mente e o corpo, demonstrando assim aos fariseus o fato de que tinha poder para perdoar pecados e levar justiça e paz ao pecador. Os fariseus, entretanto, viam em Suas palavras de poder divino um motivo de incredulidade e acusação. … Jesus viu que, por mais profundamente arraigados que estivessem os princípios estabelecidos em oposição aos princípios que Ele proclamava, ainda assim eram ilusão e falsidade, e se originavam no inimigo de toda justiça. Jesus disse ao povo: “Aquele que é da verdade ouve a Minha voz.” João 18:37. — Manuscrito 65, 1895; The Signs of the Times, 25 de Abril de 1895.

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?