Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Como Jesus demonstrou, é lícito cuidar dos doentes no Sábado

“E eis que estava ali um homem que tinha uma das mãos atrofiada; e eles [os fariseus], para poderem acusar a Jesus, O interrogaram, dizendo: E lícito curar nos sábados ? E Ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma só ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não há de lançar mão dela, e tirá-la? Ora, quanto mais vale um homem do que uma ovelha! Portanto, é lícito fazer o bem nos sábados. Então disse àquele homem: Estende a tua mão. E ele
a estendeu, e lhe foi restituída sã como a outra.” Mateus 12:10-13.

“Curando a mão atrofiada, Ele derribou os costumes dos judeus, e deixou o quarto mandamento da maneira como Deus o dera ao mundo. Por esse ato, Ele exaltou
o sábado, varrendo as restrições sem sentido que o sobrecarregavam. Seu ato de misericórdia trouxe honra ao dia, enquanto aqueles que reclamavam dEle estavam eles mesmos, por seus muitos ritos e cerimónias inúteis, desonrando o sábado.” The Spirit of Prophecy, vol. 2, p. 199.
“Deus não poderia por um momento deter Sua mão, do contrário o homem desfaleceria e viria a morrer. E o homem também tem nesse dia uma obra a realizar. Devem-se atender às necessidades da vida, cuidar dos doentes, suprir as faltas dos necessitados. Não será tido por inocente o que negligenciar aliviar o sofrimento no sábado. O santo dia de repouso de Deus foi feito para o homem, e os atos de misericórdia se acham em perfeita harmonia com seu desígnio. Deus não deseja que Suas criaturas sofram uma hora de dor que possa ser aliviada no sábado, ou noutro dia qualquer.” “O ato de Cristo em curar o enfermo estava de perfeito acordo com a lei. Era uma obra que honrava o sábado.” O Desejado de Todas as Nações, pág. 207.
“Os doentes precisam de cuidados no sábado; e tudo que seja necessário fazer para seu conforto, é ato de misericórdia, e não violação do mandamento. … Mas coisa alguma de nosso próprio trabalho deve ser permitido invadir o tempo santo.” Med. Matinais, Nos lugares celestiais, pág. 151.
“Esse trabalho de aliviar os sofredores foi considerado por nosso Salvador como obra de misericórdia e não violação do sábado.” Conselhos Sobre Saúde, pág. 368.
“As necessidades da humanidade sofredora não devem jamais ser negligenciadas. Por Seu exemplo o Salvador nos mostrou que é correto aliviar os sofrimentos no sábado.” Conselhos Sobre Saúde, pág. 236.

“Devem-se atender às necessidades da vida, cuidar dos doentes, suprir as faltas dos necessitados. Não será tido por inocente o que negligenciar aliviar o sofrimento no sábado.”

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?