Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Aprendendo a visitar

E os fariseus, vendo isso, disseram aos Seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? (Mateus 9:11).

Vá aos seus vizinhos um a um, aproximando-se até que os corações deles sejam aquecidos pelo seu abnegado amor e interesse. […] — The Review and Herald, 13 de março de 1888.
Por toda a parte ao seu redor há os que experimentam ais, que necessitam palavras de simpatia, amor e bondade, bem como de suas orações humildes e piedosas. Alguns sofrem sob a férrea mão da pobreza, outros sob enfermidades, quebrantamentos, desalento, turbações. Como Jó, você precisa ser o olho dos cegos, os pés dos coxos, e deve investigar as causas que desconhece e indagar com o propósito de aliviar as necessidades e ajudar exatamente onde o auxílio se fizer mais necessário. — Testemunhos para a igreja, vol. 3, p. 530.
Satisfaça primeiramente as necessidades materiais dos necessitados, e alivie suas necessidades e sofrimentos físicos, e depois você encontrará caminho aberto ao coração deles, no qual poderá plantar as boas sementes da virtude e da religião. — Serviço cristão, p. 132.
Aproxime-se do povo de maneira persuasiva, bondosa, manifestando alegria e amor por Cristo. […] Nenhuma linguagem humana pode expressar quão preciosa é a ministração da Palavra e do Espírito Santo. Nenhuma expressão humana pode retratar para a mente finita o valor de compreender e pela fé viva receber a bênção que é concedida quando Jesus de Nazaré passa. — Carta 60, 1903.
Delicada coisa é o trato com a mente dos homens. Unicamente Aquele que conhece o coração sabe a maneira de levar o homem ao arrependimento. Só a Sua sabedoria nos pode dar êxito em alcançar os perdidos. Você pode erguer-se inflexivelmente, pensando: “Sou mais santo do que você”, e não importa quão correto seja o seu raciocínio ou quão verdadeiras as suas palavras; elas jamais tocarão corações. O amor de Cristo, manifestado em palavras e atos, encontrará caminho à alma, quando a repetição da doutrina ou do argumento nada conseguiria. — A ciência do bom viver, pp. 163 e 164.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?