Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Anunciemos a segunda vinda de Cristo

Digo-vos, porém, que vereis em breve o Filho do Homem assentado à direita do Todo-poderoso e vindo sobre as nuvens do céu (Mateus 26:64).

Vivemos na terminação da história da Terra. […] Está-se cumprindo a profecia. Logo virá Cristo com poder e grande glória. Não temos tempo a perder. Ressoe a mensagem com ferventes palavras de advertência.
Por toda parte devemos persuadir os homens a arrepender-se e fugir da ira vindoura. Têm eles almas para salvar ou perder. Não haja indiferença neste assunto. Chama o Senhor obreiros que estejam cheios de ardente e decidido propósito. Digam às pessoas que instem a tempo e fora de tempo. Com as palavras da vida nos lábios, ide dizer a homens e mulheres que está às portas o fim de todas as coisas.
Conservemos a alma no amor de Deus. O brado de advertência deve ser dado. A verdade não deve enlanguescer-nos nos lábios. Devemos despertar as pessoas para que façam preparação imediata, porque pouco imaginamos o que está perante nós. Minha convicção está tão forte quanto sempre esteve de que estamos vivendo no último remanescente de tempo. Apresente cada instrutor uma porta aberta perante todos quantos, arrependendo-se de seus pecados, queiram ir a Jesus. — Carta 105, 1903.
Fui instruída para apresentar palavras de advertência aos nossos irmãos e irmãs que estão em perigo de perder de vista a obra especial para esse tempo. […] Em cada país devemos proclamar a segunda vinda de Cristo, na linguagem do revelador, que proclama: “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho O verá”. — Testemunhos para a igreja, vol. 8, p. 116.
O Senhor vem. Erga a cabeça e regozije-se. Oh! gostaríamos de pensar que os que escutam as boas novas, que proclamam o amor de Jesus, estivessem repletos de gozo inefável e glorioso. Esta é a boa, a alegre nova que deve eletrizar cada alma, que deve ser repetida em nossos lares, e proferida àqueles com quem nos encontramos nas ruas. Que nova mais jubilosa pode ser transmitida! […] A voz do vigia fiel precisa ser ouvida agora ao longo de toda a fileira: “Vem a manhã, e também a noite”. Deve a trombeta dar sonido certo, pois estamos no grande dia de preparação do Senhor. — Carta 55, 1886.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?