Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

Agitação nas Cidades

“Mas os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.” 2 Timóteo 3:13.

Não era desígnio de Deus que Seu povo se aglomerasse nas cidades, amontoados em terraços e cortiços. No princípio Ele colocou nossos primeiros pais num jardim, em meio das belas cenas e dos atraentes sons da natureza, e deseja que os homens se deleitem hoje em dia com estas cenas e sons. — Testimonies for the Church 7:87.

Foi-me revelado que as cidades se encherão de confusão, violência e crime, e que estas coisas aumentarão até ao fim da história da Terra. — Testemunhos Selectos 3:115.

É tempo de nosso povo tirar suas famílias das cidades, levando-as para localidades mais retiradas; do contrário muitos dos jovens e também muitos de mais idade serão enredados e apanhados pelo inimigo. — Testimonies for the Church 8:101.

“Saí das cidades, saí das cidades!” é a mensagem do Senhor que me foi dada. — Vida no Campo, 35.

A agitação e confusão que enchem essas cidades, as condições que nelas criam os sindicatos trabalhistas e as greves, tornar-se-ão grande desvantagem para a nossa obra. Buscam os homens conseguir que os elementos empenhados em diferentes profissões se filiem a certos sindicatos. Esse não é o plano de Deus, mas de um poder que não devemos jamais reconhecer. A Palavra de Deus se está cumprindo; estão-se os ímpios ajuntando em molhos, prontos para serem queimados.

Devemos empregar agora toda a capacidade que nos foi confiada, no sentido de transmitir para o mundo a grande mensagem de advertência. Nessa obra, cumpre-nos preservar a individualidade. Não nos devemos associar a sociedades secretas nem a sindicatos trabalhistas. Devemos permanecer livres perante Deus, à espera constante de instruções de Cristo. — Testemunhos Selectos 3:115.

As cidades ímpias do nosso mundo serão varridas pela vassoura da destruição. Nas calamidades que agora atingem edifícios imensos e grandes distritos das cidades, Deus nos está mostrando o que irá acontecer em toda a Terra. Ele nos disse: “Aprendei pois esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que Ele [Cristo em Sua vinda] está próximo às portas.” Mateus 24:32, 33. — Testemunhos Selectos 3:115.

Ano Bíblico: 2 Crônicas 10-13 – juvenis: 1 Reis 21

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?