Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

A tranquilidade nas fileiras é um sinal de perigo

Crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (2 Pedro 3:18).

Sempre que o povo de Deus estiver crescendo em graça, obterá constantemente compreensão mais clara de Sua Palavra. Há de distinguir mais luz e beleza em suas sagradas verdades. Isto se tem verificado na história da igreja em todos os séculos, e assim continuará até ao fim. […] Os homens ficam satisfeitos com a luz já recebida da Palavra de Deus, e desistem de qualquer posterior investigação das Escrituras. Tornam-se conservadores*, e procuram evitar novo exame.

O fato de não haver controvérsias ou agitações entre o povo de Deus, não deveria ser olhado como prova concludente de que eles estão mantendo com firmeza a sã doutrina. Há razão para temer que não estejam discernindo claramente entre a verdade e o erro. Quando não surgem novas questões em resultado de investigação das Escrituras, quando não aparecem divergências de opinião que instiguem os homens a examinar a Bíblia por si mesmos, para se certificarem de que possuem a verdade, haverá muitos agora, como antigamente, que se apegarão às tradições, cultuando nem sabem o quê. — Obreiros evangélicos, p. 298.

Tem-me sido mostrado que muitos dos que professam a verdade presente, não sabem o que creem. Não compreendem as provas de sua fé. Não apreciam devidamente a obra para este tempo. […] Até que fossem assim provados, desconheciam sua grande ignorância. — Idem.

E há muitos na igreja que contam por certo que compreendem aquilo em que creem, mas que até surgir uma discussão, ignoram sua fraqueza. Quando separados dos da mesma fé, e forçados a estar sozinhos e expor por si mesmos sua crença, ficarão surpreendidos de ver quão confusas são suas ideias do que têm aceito como verdade. É certo que tem havido entre nós um afastamento do Deus vivo, e um voltar-se para os homens, pondo a sabedoria humana em lugar da divina. — Ibidem, p. 298.

*Conservadores: Nem sempre se entende o termo “conservador”. Nem sempre significa alguém ou algum grupo que “conserva” veredas antigas ou mantém princípios. O termo possui mais de um significado, e neste contexto se aplica a alguém que é contrário a mudanças ou adaptações da ordem vigente, e não necessariamente alguém que se preocupa com a conservação da verdade em si.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?