Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

A purificação da igreja

“Assentar-Se-á como derretedor e purificador de prata; purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata; eles trarão ao Senhor justas ofertas.” Malaquias 3:3

Está diante de nós o tempo em que o poder operador de milagres do arquienganador será revelado de maneira mais decidida. E seus ardis aumentarão em sua enganosa atração, de modo que confundirão e, se possível, enganarão os próprios eleitos. O príncipe das trevas, com seus anjos maus, está atuando sobre o mundo cristão, induzindo os que professam o nome de Cristo a permanecer sob o estandarte das trevas, a pelejar com os que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus.

A igreja apóstata unir-se-á com os poderes da Terra e do inferno, para colocar o sinal da besta sobre a fronte ou sobre a mão, e persuadir os filhos de Deus a adorar a besta e sua imagem. Eles procurarão compeli-los a renunciarem sua lealdade à lei de Deus e a prestarem homenagem ao papado. Então virão os tempos que provarão a alma dos homens; pois a confederação da apostasia exigirá que os leais súditos de Deus renunciem à lei de Jeová e repudiem a verdade de Sua Palavra. O ouro será então separado da escória, e tornar-se-á patente quem são os piedosos, que são leais e sinceros, e quem são os desleais, a escória e o ouro falso. Que nuvens de palha serão então arrebatadas pelo abanador de Deus! Onde agora nossos olhos só conseguem discernir ricos montões de trigo, a palha será expelida pelo sopro do abanador de Deus. Todos os que não estão centralizados em Cristo deixarão de resistir à prova e ao transe daquele dia. Enquanto os que se acham revestidos da justiça de Cristo permanecerão firmes à verdade e ao dever, os que confiaram em sua própria justiça arregimentar-se-ão sob o negro estandarte do príncipe das trevas. Ver-se-á então se a preferência é por Cristo ou por Belial. Os que têm duvidado de si mesmos, tendo sido colocados em tais circunstâncias que não se atreveram a enfrentar o estigma e o opróbrio, pronunciar-se-ão afinal abertamente em favor de Cristo e Sua lei; ao passo que muitos que pareciam ser árvores viçosas, mas não têm produzido fruto, acompanharão a multidão para praticar o mal, e receberão o sinal da apostasia na fronte ou na mão. — The Review and Herald, 8 de Novembro de 1892

Ano Bíblico: Provérbios 20-23 – juvenis: Jeremias 18:1-6

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?