Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma

A fonte do poder dos apóstolos

Mês de Dezembro:A vitória final da mensagem

Em cada alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos (Atos 2:43).

Depois da ascensão de Cristo, os discípulos reuniram-se em um lugar a fim de suplicar humildemente a Deus. E após dez dias de esquadrinhar o coração e examinar-se a si mesmos, estava preparado o caminho para o Espírito Santo penetrar no templo da alma limpo e consagrado. Todos os corações foram cheios do Espírito, como se Deus desejasse mostrar a Seu povo que Lhe pertenceria a prerrogativa de beneficiá-los com o melhor das bênçãos celestes. […] A espada do Espírito cintilava à direita e à esquerda. Novamente afiada com poder, penetrava até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas. A idolatria que andara misturada com o culto do povo, foi derribada. Novo território foi acrescentado ao reino de Deus. Lugares antes estéreis e desolados, entoavam-lhe os louvores.
Tenha em mente que foi depois de os discípulos haverem chegado à perfeita unidade, quando não mais lutavam pela supremacia, que o Espírito foi derramado. Eles estavam de comum acordo. Todas as diferenças haviam sido removidas. E o testemunho dado a seu respeito depois que o Espírito fora derramado, é o mesmo. Note a palavra: “Era um o coração e a alma da multidão dos que criam”. O Espírito dAquele que morreu para que os pecadores vivessem, animava toda a congregação dos crentes.
Os discípulos não pediam uma bênção para si mesmos. Achavam-se cheios de preocupação por almas. O evangelho devia ser levado até aos confins da Terra, e reclamavam a dotação de poder prometida por Cristo. Foi então que o Espírito Santo foi derramado, e milhares foram convertidos em um dia. — Evangelismo, pp. 698 e 699.

Deixe uma resposta

COMENTARIOS RECENTES

    MORADA POSTAL

    Apartado 2400
    1109-001 LISBOA
    Website: http://www.asdmr.org
    Email: Clique aqui
    Este site usa cookies. Ao utilizar o site, está concordar com a utilização que fazemos das mesmas. Quer saber mais sobre cookies?